sexta-feira, 14 de outubro de 2011

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

'UMA VISITA INESPERADA"


Não sei por onde entrou,
mas em um voo suave pousou.
as flores artificiais
mas seus sentidos naturais.
Ele não viu diferença!

Ao me movimentar,
saiu de onde estava e subiu para
o arranjo mais alto.
Mas uma vez, ele não viu diferença!

Cautelosamente, tentei fotografá-lo e
dei um passo em sua direção.
Assustado, voou para longe das flores,
sem entender o que eu fazia em seu "habitat"
Afinal, ele não viu diferença!

O mais incrível de tudo isso é que a minha surpresa
e a dele era a mesma!
Só que, felizmente ele não vê diferença!


"PECADO NÃO CRIADO
AO HOMEM ALERTADO.
SOFRIMENTO ESPERADO
LIVRAMENTO POSSIBILITADO
AO QUE QUER SER TRANSFORMADO"

Mônica Menegassi

"TENTATIVA"

Perdoar é liberar um quinhão da nossa alma
para consolidar um relacionamento verdadeiro
conosco, com Deus e com os outros.

Perdoar é delegar à Deus a justiça que jamais
poderá ser exercida, porque ela nunca satisfará
a nossa dor.

Perdoar é neutralizar as emoções e dar vazão a
Soberania de Deus.

Impingir a dor é sentenciar a vida com a justiça
que ela mesma exercerá.

Perdoar é ter dificuldade de expressar o perdão
e ainda assim tentar...

Mônica Menegassi

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

"ACESSO"

Portas que abrem e fecham...
Pessoas que entram e saem...
expectativas diferentes,
satisfeitas ou frustradas.
Conquistas que o "poder" alcança.
Poder que não realiza.
Realidade distante da verdade
"Verdade" que liberta!

Acesso permitido ao que
pretender perder o poder
e conquistar a liberdade.
"Liberdade" que nos permite fazer
qualquer escolha e escolhemos não faze-la
Escolha Perfeita,
JESUS CRISTO!




Mônica Menegassi

sábado, 3 de setembro de 2011

"O ÚNICO CAMINHO"


Os degraus eram altos, não havia corrimão.
Íngremes, incontáveis, inacessíveis.
Mas era o "ÚNICO CAMINHO" que me levaria a recompensa certa.
Circunstancias desanimadoras e intransponíveis.
Lá em cima as ruas reluziam um ouro transparente, que eu não imaginava existir.
A certeza de que nunca mais sofreria se alcançasse o topo me movia ao desafio.
Sabia que se galgasse o primeiro degrau, estaria mais forte para o segundo.
Mas madura e segura para os próximos.
Sabia também que se mantivesse meus olhos no "Alvo" e alcançasse o último degrau, eu já teria
me superado e o prêmio da conquista, seria de valor sobrenatural.
Sabia que se caísse, seria levantada.
Ante a tudo que me propus viver, procurei um "referencial": JESUS CRISTO.
Era para cima que eu tinha que olhar e como o Senhor está em seu Santo Lugar e ainda se pode achar,
Nele, encontraria meu maior impulso.
Comecei! E no primeiro degrau um sentimento de conquista. No segundo encorajada pela busca.
No terceiro, o desanimo mostrava que eu havia superado bem menos do que restavam a frente.
Mesmo assim tenho subido!
Hoje, no estágio da minha jornada, estou bem mais envolvida com meu "Referencial".
Ouço Dele, no percurso,- que está ao meu lado,
e permanecerá até que eu alcance o objetivo, preparado por Ele para mim.
Cada dia parece mais difícil e desafiador. Porém me sinto mais próxima Dele e anseio por
abraça-Lo no topo.
Eu ainda não cheguei. Também não sei se faltam muitos degraus, minha visão é bastante limitada de onde estou!
Mas permaneço firme no meu propósito.
E nada, nem ninguém pode me afastar do Seu amor e do que Ele preparou para mim.

"NOS CENTO E QUARENTA E QUATRO MIL,
MINHA MARCA SURGIU.
O INFERNO SE INCOMODOU MAS NO
ABISMO O SENHOR O LANÇOU
E POR ALTO PREÇO ME SALVOU."

Mônica Menegassi

Third Day - Montain of God traduzido

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O NINHO NO POSTE

Em um emaranhado de fios, um abrigo frio.
Acolhedor por seu providente protetor.
Imponente por sua estrutura esquia.
Calado no seu cimento armado.
Pouco aconchegante no agito constante de uma via preferencial.

A vida surge no tempo exato.
Do rachar de uma estrutura,
frágil aos que veem.
Forte, aos que se libertam.
Perfeita, para quem determinou.

Poucos olhos alcançam tamanha maravilha.
Porque o olhar da humanidade, sem nenhuma humildade,
desconhece o Criador como a única existente forma de amor.
Permitindo que sua criação prevaleça em meio a destruição.

HONRA E GLÓRIA AO AUTOR DA VIDA AINDA QUE NO CAUS!

Mônica Menegassi

A FOLHA


O Vento é forte.
Um vendaval.
Mas ela não cai!
Está pendurada, mas não cai!

Seca, sem viço, sem cor, empalideceu.
Impossível definir sua sustentação até aqui.
Falta tão pouco para sua queda.
Mas não cai!

Porque não cai, tem um desgaste tão aparente?
Não suporta mais o próprio peso.
Mesmo assim não cai!

Agora cai, uma rajada de ventos contrários,
esta se agitando.
Mas não cai!
Caiu?!?!

Mas, não é ela que está no chão, viçosa, de cor tão definida,
tão forte, segura, sem nenhuma ameaça de queda, como caiu?

E a que pendia?
Lá está ela, escorada por um "Grande Galho"
O vento a projetou para cima, Ele a sustentou.
Agora, dificilmente cairá. Esta segura.

"Folha seca sem cor
sua força está no SEU autor.
sobre você nenhum peso se dará
ainda que o universo venha a colaborar
e a queda desejar
Porque GRANDE é quem te formou, estabeleceu
e amparou.
Assim sendo você não cai.
Graças ao teu soberano e grandioso PAI."

Mônica Menegassi


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

third day - creed (legendado)

Presença Imposta/ VENTOS CONTRÁRIOS

"O DIFÍCIL, NÃO É DRIBLAR AS PRESENÇAS INDESEJÁVEIS IMPOSTAS
NO CURSO DE NOSSAS VIDAS, MAS DE FAZÊ-LAS ESQUECER NOSSA
EXISTÊNCIA NOS PERMITINDO SUA ETERNA AUSÊNCIA"

Mônica Menegassi


terça-feira, 26 de julho de 2011

"AUTO-ENGANO" 2 Samuel 12:1-15


"Então Natã disse à Davi:
- Esse homem é você."
Natã significa no hebraico:"presente","dom". E ele foi mesmo um grande presente. De forma figurada uma dádiva no período em que Davi governava Israel.
Aquele que assiste pessoalmente e aquilo que se oferece a alguém, é o significado da
palavra "presente".
Para que se ofereça algo à alguém, é necessário ter. É impossível dar o que não se tem!
E Natã deu à Davi, a sabedoria vinda do trono de Deus.
Davi era considerado, "um homem segundo o coração de Deus" mas tinha sua essência pecaminosa,
como todos nós. E como todos nós, também não conseguia ver a dimensão do seu erro.
A verdade é que seu pecado só ficou claro aos seus olhos à partir da sabedoria de Natã, que
através de uma simples ilustração o fez ver que sua transgressão havia roubado sua lucidez.
E que, o "homem rico" que havia pego a única ovelha do "homem pobre" (Urias), era ele mesmo.
Depois da conscientização do erro, houve o arrependimento. Mas para isso foi necessário que
ele visse e quisesse ver e reconhecer sua transgressão.
O pecado cega, a conveniência se instala e normalmente as máscaras surgem.
O maior engano que podemos cometer é o que nos leva a acreditar naquilo que não somos, mas
poderíamos ser se assim escolhêssemos viver e o necessário seria só se abster.
Como é bom sermos exortados e chamados a consciência da aliança que temos que sublimar.
Para tanto, aprender a ouvir, certamente já será um grande começo.
Que Deus em sua infinita misericórdia não nós deixe enganar o que de seus olhos não podemos
ocultar. E há quem pense que isso é possível... Que pena!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

'PELA ESCOLA DO SOFRIMENTO GRADUAM-SE POUCOS DOUTORES"


Isto era uma coisa mais difícil de se dizer ou fazer do que acalmar as ondas do mar ou ressuscitar mortos. Os profetas e apóstolos puderam operar milagres extraordinários, mas nem sempre podiam fazer a vontade de Deus e sujeitar-se a ela. Fazer a vontade de Deus e sujeitar-se a ela ainda é a mais elevada forma de fé, a mais sublime conquista cristã. Ver destruídas para sempre, as brilhantes aspirações de uma vida jovem; suportar um fardo diário sempre contrário ao temperamento, sem probabilidade de alívio; ser oprimido pela pobreza, quando se deseja apenas o bastante para o bem-estar e conforto dos entes queridos; ser agrilhoado por uma incapacidade física incurável; sofrer a perda de todos os entes queridos, até ficar só para enfrentar os choques da vida; e, numa tal escola de disciplina ser capaz de dizer: "Não beberei, porventura, o cálice que o Pai me deu?" -isto é fé e estatura espiritual, em seu mais elevado ponto. Uma grande fé se mostra não tanto pela capacidade de fazer, mas de sofrer.
Dr. Charles Parkhurst

quarta-feira, 13 de julho de 2011

"George MacDonald"


Confiar, embora parecendo estar abandonado; continuar clamando, embora a voz pareça perder-se
na imensidão, sem nenhum eco; ver a máquina do mundo rodando sem pausa, como movida por si mes-
ma e sem se importar com ninguém, nem mudar em nada sua marcha, ante rogos e clamores, e contu-
do crer que Deus está alerta e nos ama imensamente; não desejar nada, senão o que nos vem da
sua mão; esperar pacientemente, pronto a morrer de fome vigiando para que não falhe a fé - tal
é a vitória que vence o mundo, isso é realmente fé.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

"ANSIOSA SOLICITUDE PELA VIDA"


Certo dia, vi uma ave que subia e descia de uma árvore em busca de palhas para construir um ninho. 
Em um trabalho incansável o pássaro recolhia em seu bico, um a um os gravetos de canteiros diferentes. Pensei 
imediatamente em ajudá-lo e na tentativa de poupá-lo juntei os gravetos em um único canteiro, assim, pensei eu, 
o pequeno passarinho não teria que se cansar tanto. De súbito olhei para cima a fim de acompanhar seu voo e sua obra. Lá estava seu ninho pronto! Minha ajuda havia sido em vão, mas naquele momento ouvi Deus falar ao meu coração:
"Minha filha amada, você acha realmente que Eu criaria um ser tão pequeno e frágil que precisasse depender da boa vontade de um homem e não de Mim?
Imagine minha serva, se para ter seu ninho o pequeno pássaro precisasse depender da sensibilidade de alguém que acompanhasse o seu dia a dia, sem antes ter que enjaulá-lo.
Não minha querida, Eu o criei para ser livre, para ter exatamente aquilo que necessita a partir de Mim,  não dos homens. Assim como você!
Filha, você se lembra te ter lido o que inspirei meu discípulo Mateus para deixar escrito à todos vocês sobre a "Ansiosa solicitude pela vida"?
Lá diz assim: "Observai as ave do céu, não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros, contudo, vosso pai celeste as sustenta." Lembra?
Pois é, aquele pássaro só estava fazendo alguns últimos ajustes, mas quem tudo possibilitou, fui Eu!
Eu o ensinei a construir o ninho, Eu mostrei qual seria a árvore para a sua construção, Eu disse à ele quais os gravetos mais firmes e macios, Eu desviei os ventos, a tempestade não o atingia diretamente e se por ventura seu ninho pelas chuvas fosse molhado, o sol do novo dia secaria-o ao amanhecer.
Eu o conheço e tenho cuidado dele!
Eu o amo!
Mas vou te lembrar de outra verdade que também deixei estabelecida à todos:"
"Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?"
                                                                                                                                                                  
Que Deus em sua infinita misericórdia nos faça entender que antes da fundação do mundo ELE É E SEMPRE HÁ DE SER.   



quinta-feira, 5 de maio de 2011

ENTREGA

Hoje acordei e em minha rotina, algumas diferenças. A pasta de dentes, parecia amarga, o café, com gosto de velho, o cheiro do desodorante, adocicado, enjoado, eu estava diferente! A motivação para levantar da cama era inexistente e minhas expectativas estavam resumidas a responsabilidade de prosseguir por não poder recuar. É assim que Deus faz! Meu coração parecia aumentado para suportar um pouco mais de dor e dúvidas, meus ouvidos ouviam condenação e sentenças contrárias, meus olhos não conseguiam ver o dia como forma de esperança e aparentavam as noites mal dormidas e quase nenhum brilho... Mas porque tudo isso?
Meu grande amigo, Pr. Samuel Balbino me perguntou em sua equilibrada e sábia juventude em certa ocasião:
- O que você quer que Deus não te dá Mônica?
Pensei durante alguns dias e ainda assim, não pude respondê-lo. 
O que será então que me faz tão insatisfeita?
As vezes acho que é o fato das coisas não acontecerem como eu quero e quando eu quero!
Se assim o é, que tipo de entrega eu fiz à DEUS?
Em que momento eu morri para os desejos da minha carne?
Quando foi que aceitei a dor como forma de aprendizado e cuidado de Deus, como forma de carinho, com meu amadurecimento e com meu ministério? 
Quando foi que priorizei a vida espiritual e renunciei aos meus caprichos?
Quando foi que agradeci à Deus pelas minhas perdas com a mesma motivação no coração de um milagre que eu tenha recebido?
Não, eu não sou quem eu penso ser! Eu sou bem menos do que posso ser a partir do meu Senhor! 
Eu não sou nada diante do tudo de Deus! Eu não sou e nem serei nada, por mim mesma, porque tudo que sei e sou é Ele quem me convence e É em mim.
Perdoe-me Deus por eu ser como sou. E ainda assim merecer seu amor!
Obrigada Senhor, porque na minha entrega parcial não mora a sua misericórdia por mim. Ao contrário, o seu imensurável amor, cuidado,misericórdia, habita exatamente na minha imperfeição.
A minha dor não é a maior do mundo!
Eu, eu "não cumpro na minha carne o resto das aflições de Cristo."!
EU SOU SIM, a maior prova da FIDELIDADE DE DEUS! 
E ser verdadeiro não faz mal a ninguém!!!
Que o Senhor em sua infinita misericórdia nos faça entender que entrega é renúncia, e só se é capaz de renunciar quando o amor que se tem por Deus for maior do que o que se sente pela própria vida.

domingo, 1 de maio de 2011

PEDIDOS DE ORAÇÃO

" E TUDO QUANTO PEDIRDES EM ORAÇÃO, CRENDO, RECEBEREIS."                     (Mt.21-22)

CASO QUEIRA, DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO, NOME OU AS INICIAIS  E PROMETO INTERCEDER. EU NÃO PRECISO TE CONHECER, DEUS TE CONHECE, ASSIM COMO A MIM TAMBÉM.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

DEUS É CULPADO?

A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:
- Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer, no dia 11 de setembro?
Anne Graham deu a resposta profunda e sábia:
-"Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós. Por muitos anos temos 
dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas. 
Sendo um cavalheiro como Deus é , eu creio que Ele calmamente nos deixou."
Como podemos esperar que Deus nos dê a sua bênção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?...
- À Vista de tantos acontecimentos recentes - ataques dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc... - eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O"hare (que foi assassinada), se queixou  de que era impróprio se fazer orações nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião...
Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas...
A Bíblia que nos ensina, que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém...
Logo depois. o Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto estima, (o filho dele se suicidou) e nós dissemos. "Um perito nesse assunto deve saber o que está falando." E então concordamos com ele.
-...Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar  nossos filhos quando se comportassem mal. Então foi decidido que nenhum professor poderia tocar nos alunos... (há diferença entre disciplinar e tocar)...
-...Aí , alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos, sem ao menos questionar...
-...Então, foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas quantas eles quisessem, para que eles pudessem se divertir à vontade. E nós dissemos. "Está bem!"...
-...Então, alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino...
-...Depois, uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet. E nós dissemos: "Está bem, isto é democracia, e eles têm  o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso"...
-...Agora, nós estamos nos perguntando por que nossos filhos não tem consciência e por que não sabem distinguir entre o bem e o mal, entre o certo e o errado, por que não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios...
Provavelmente, se nós analisarmos seriamente iremos facilmente compreender: nós colhemos aquilo que semeamos !!!
- Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus:
"Senhor, por que não salvaste aquela criança na escola?"...
-...A resposta Dele:
"QUERIDA , NÃO ME DEIXAM ENTRAR NAS ESCOLAS!"...
-...É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno...
-...É triste como cremos em tudo que os jornais e a tv dizem, mas duvidamos do que a Bíblia, ou do que a sua religião , que você diz que segue, ensina...
-...É triste como todo o mundo quer ir para o céu, desde que não precise crer, nem pensar ou dizer qualquer coisa que a Bíblia ensina. É triste como alguém diz: "Eu creio em Deus", mas  ainda assim segue a satanás, que por sinal, também "crê" em Deus..."


Autor: Desconhecido

terça-feira, 5 de abril de 2011

Anderson Freire - Imperfeito

SER

Faz algum tempo que eu não compartilho o que escrevo, mas hoje estou postando um texto que julgo, em seu conteúdo, caber reflexão.
Quem me segue sabe que sou uma pessoa questionadora. Não questiono o que Deus faz, mas o que fazemos a partir do que conhecemos Dele. Penso que pessoas assim, não são muito bem vistas em um meio onde o evangelho do pouco conhecer Deus, mas se tornar bastante conhecido, prevalece.
As dúvidas surgem a partir daquilo que não compreendemos, então buscamos entender, seja lendo, estudando, se relacionando, etc. Tudo isso com a intenção de dominar (pelo conhecimento) o que poderia nos aproximar de Deus.
Quando um profissional quer se aperfeiçoar, ele estuda mais, faz uma pós graduação, um doutorado, estuda, estuda, estuda... conhece e domina! E mais alcance, projeção, domínio, poder, êxito ele terá. Terá também subordinados, pessoas que o servirão conforme sua necessidade. Certamente não fará mais grandes sacrifícios para desempenhar suas funções, passará de aprendiz  à professor. Ao contrário disso são as pessoas que buscam conhecer a Deus, passamos a ver que quanto mais estudamos, vivenciamos, dependemos e nos relacionamos, menos conhecemos, menos sabemos e mais servis passamos a ser e isso com toda satisfação que o mundo quase em sua totalidade desconhece.
Nada somos, nada conhecemos, nada temos, nada buscamos.  
A não ser a nulidade para cumprir os propósitos por Deus designados, SERVIR E AMAR!


"NÃO É ASSIM ENTRE VÓS; PELO CONTRÁRIO, QUEM QUISER TORNAR-SE GRANDE ENTRE VÓS, SERÁ ESSE O QUE VOS SIRVA; E QUEM QUISER SER O PRIMEIRO ENTRE VÓS SERÁ VOSSO SERVO; TAL COMO O FILHO DO HOMEM, QUE NÃO VEIO PARA SER SERVIDO,  MAS PARA SERVIR E DAR A SUA VIDA EM RESGATE POR MUITOS." (MT. 20: 26-28)


Não questiono em vão, sei que sozinha não posso mudar o mundo, mas sei também que posso, a partir do que questiono, não ser mais uma... ainda que a diferença seja feita somente no meu interior. 
Se não houvesse as teses de Lutero não haveria reforma.  Não há em mim a menor pretensão em  me comparar a ele, mas há em mim a subserviência para andar na direção contraria a humanidade. A direção que eu não altero, que eu não mudo, a direção que me faz ser, apesar das minhas imperfeições, o que Deus quer que eu seja e não o que eu pensei em ser... NADA!  SENDO TUDO PARA DEUS.
Que Deus em sua infinita misericórdia nos faça entender que quando deixamos de ser é que nos tornamos um SER.



quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O AMOR DE DEUS

"Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.   (Romanos 8. 37:39)

Se hoje Deus não respondeu suas orações, se o silêncio tem te acompanhado, se a solidão tem sido sua aliada, muito embora possa parecer sua inimiga, se prosseguir significa andar em meio a escuridão, se sua dor parece a maior de todas as dores já vividas, se o medo toma conta do seu coração, se a dúvida impera e se neste momento o amor de Deus te parece algo somente literário. Esqueça tudo. Pare e pense, traga a sua memória o que te dá esperança, lembre-se: Que o silêncio de Deus não se traduz por abandono, que só, você nunca vai estar, porque o Espírito Santo de Deus habita em nós. Quanto a andar na escuridão o Salmo 119. 105 diz, "Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos." e se ainda assim você continuar achando que sua dor é real, existe e é maior que você já viveu, saiba que o peso que você está carregando é completamente desnecessário, está escrito: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei." Mt 11. 28 Entregue à Deus o seu fardo, acredite, Ele tem o melhor para sua vida.
"Ou qual dentre vós é o homem que, se porventura o filho lhe pedir um peixe , lhe dará uma cobra? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?" Mt 7.9:11
Creia somente, existe um Deus Soberano, existe cura para o seu mal, existirá um amanhã e nele deve repousar sua esperança, do mover de Deus na sua vida.
Que Deus em sua infinita misericórdia tire os seus olhos do chão e te mostre o sobrenatural que vem do alto. Do Principe da Paz,  De Emanuel = Deus conosco.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

TRADUÇÃO

Hoje, depois do meu devocional, resolvi ler dois escritores de características bem diferentes, ambos com biografias de perdas irreparáveis, mas que os tornaram pessoas singulares. Facundo Cabral, com sua visão prática e profunda de vida, e Florbella Espanca, com sua poesia melancólica, as vezes apaixonada, as vezes desiludida, mas rara, bela, marcante. E quando paro para pensar que  ouso escrever alguns textos para traduzir minhas dúvidas e muitas vezes como um desabafo, penso que se Jó me conhecesse, diria: Moniquinha, escreves como uma louca! Mas o ímpeto de escrever acontece quando transbordamos em experiêcias de dor, de conhecimento, de vivência, e isso nos leva a contar através das palavras, nos textos, nas canções o que sentimos. Muitas vezes como um alerta, muitas vezes como se o computador ou o papel fossem nossos únicos aliados, porque não dizer cúmplices. Florbella diz que: "Se Deus nos deu voz foi para cantar..."
Eros Ramazzotti diz: "Se bastasse cantar com ternura pra acalmar esses dias
                              em que os homens perderam a doçura de cantar          
                              morreria!                                                                
                              Mas quem sou eu?                                                   
                              Mas quem sou eu?                                                  
                              Simples cigarra em que a voz é escrava da melodia..."  
                                                                                                                                                                
Eu, eu diria, parafraseando Ramazzotti, veja que coragem!
                              "Se bastasse escrever com verdade, com amor e          
                               sinceridade, para alertar, para evitar o engano, de      
                               escrever me atreveria sobreviver!                             
                               Mas quem sou eu?                                                 
                               Mas quem sou eu?                                                 
                               Simples mente conflitante em que as mãos são        
                               escravas da ousadia."                                            
                                                                                                          
Que Deus em sua infinita misericórdia nos inspire.                                    

sábado, 29 de janeiro de 2011

O PREÇO DE UMA VIDA

Hoje eu estou postando a letra de uma música que se chama "La Forza Della Vita" de Paolo Valleri, com versão de Ronaldo Bastos e interpretação incomparável de Selma Reis, uma das vozes que mais admiro e ouço.
"Mesmo quando só melancolia
viver só traz desarmonia
sem um amor pra suportar viver,
mesmo quando a casa é oposto ao que é bem viver.
E choras sem saber bem por que foi, sente.
Há uma força em nós, meu passarinho,
mas forte que ficar sozinho
no velho mundo gasto e sem calor
estás farto de uma vida que não tem valor
e de certa nostalgia que não te deixa em paz.
Quando for tocar o dedo na ferida
A força que ela tem, o preço de um vida,
de nada valerá viver
se a gente não sonhar
a vida é só pagar pra ver
Hoje quando o ódio move o mundo
e o silêncio toca o fundo
com um rumor que não suportas mais
e te dói pensar que o mundo é terra de ninguém
Mesmo quando a esperança por si só não bastar mais
Só nos valerá se nessa morte em vida
o amor com amor pagar o preço de uma vida
Se não se sonhar mais de que nos valerá
mesmo a quem por mal ofende
ou que nos vende sem pagar
Quando divisar a Terra Prometida
a reconhecerás, o preço de uma vida.
Aquele que pagar pra ver
Nunca mais vai se afastar
Nunca mais vai se perder
Nos barracos das favelas
dessa nossa hipocrisia
Mesmo em meio às etiquetas
de uma falsa cortesia
É o anjo que te guarda e que reconhecerás
como a força mais ousada que há em nós
que sonha e não se renderá
Quem viver verá a sorte decidida
o amor irá pagar, o preço de uma vida,
se não se sonha mais, de que nos valerá
O que luta cada dia por ser em nós
o que não morrerá
Quando divisar a Terra Prometida
A reconhecerás, o preço de uma vida.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

"YAHWEH É MEU DEUS'' = ELIAS

Sempre que penso no Profeta Elias, lembro-me da passagem com a viúva de Serepta, por uma atitude bastante peculiar do Profeta: Deitar-se por três vezes sobre o corpo do menino morto, clamando  à  Deus para  que  sua vida fosse devolvida.
Eu fico pensando o que leva uma pessoa a deitar-se por três vezes sobre um corpo inerte e
não achar que só uma vez teria sido o bastante e desistir?
Homem de Fé de força Espiritual inegável!
E no dia de hoje que eu escrevo sobre o Profeta Elias, escrevo também sobre uma pessoa de
mesmo nome, mesmo designo e mesma Fé.
Ao Profeta Elias Aguiar, estabelecido como homem de Deus desde o  ventre de sua mãe, eu desejo: Vá, cumpra o seu propósito  de  apascentar o povo de Deus que te será dado em um rebanho incontável.
E que Deus em sua infinita misericórdia te faça sábio o bastante para que mesmo estando só em um desafio, pela força de Deus, vença e derrube 450 ou mesmo 850...
Que Deus estabeleça o desejo do coração Dele em sua vida.
PARABÉNS, Amo você.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A UNDÉCIMA HORA

Como traduzir a "Undécima hora"?
Digamos que seja quando o Evangelho do Senhor não puder mais ser pregado?
Ou será o dia da volta do Senhor?
Pode ser também que a "Undécima hora" seja traduzida como a hora em que a escuridão se aproximará da terra.
Quem sabe não será a hora em que o "Mordomo" ou o "Administrador" recrutará seus trabalhadores?
Difícil definir... mas o que estará reservado para hora Undécima?
Sabemos que na hora terceira, Cristo foi crucificado.
Na hora sexta houve trevas sobre a terra e isso se deu até a hora nona. Quando Ele clamou em alta voz, "Eloi, Eloi, lama sabactâni?"
Mas e a Undécima hora? Voltamos a mesma questão, o que será?  
Bom, se a parábola dos trabalhadores da vinha diz que o reino dos Céus é semelhante  a um dono de casa que saiu de madrugada para assalariar trabalhadores... A hora Undécima significa 
que Deus é infinitamente misericordioso, bom e justo a ponto de libertar os da hora Undécima que não foram contactados anteriormente assim como os da terceira, sexta e nona hora. Por que mesmo que eles sejam os últimos, para Deus serão os primeiros! Afinal a recompensa de Deus não é pelo tempo ou tipo de trabalho. Por que não há recompensa pelo que é feito. Não há quem seja mais salvo do que outro. Há sim, quem queira pagar o preço de ser salvo e quem não!
Mas há também quem mereça conhecer a Palavra e assim a Salvação, ainda que seja na Undécima hora.
"Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século."
Que Deus em sua infinita misericórdia nos faça entender que não é o  que fazemos que nos torna merecedores da Salvação, mas o que deixamos de fazer delegando à Ele o realizar.

domingo, 9 de janeiro de 2011

COMPAIXÃO

Como não me posicionar em uma guerra?
Como não definir de que lado estou?
Como ficar em dúvida, em servir a Deus ou aceitar algumas condições de satanás?
Até que ponto a misericórdia e o perdão devem falar mais alto que a compaixão?
Talvez alguém diga que são emoções a serem vividas de forma independentes. Mas me refiro a uma mesma luta.
Como posso perdoar e ter misericórdia por uma pessoa que de maneira cruel, torpe, resolve entrar na vida de alguém, sem ser convidada e marcar de maneira destrutiva?
Será que está pessoa, a quem chamo amiga, aceitaria que eu não tivesse por ela compaixão, mas misericórdia e perdão para com seu algoz?
Será que uma pessoa que não sente compaixão por um "dito" amigo, seria capaz de sentir misericórdia por quem quer que seja? 
Será que isso é mesmo questão de amadurecimento Espiritual?
Ou seria uma questão de visão?
ou poderíamos dizer que há falta de comprometimento e posicionamento com quem se diz amar?
Será que Cristo sentiu-se verdadeiramente amado por Pedro tendo sido negado por ele?
Até onde, tomar partido pode ser definido como falta de misericórdia com o injusto?
Até que ponto não tomar partido, não sentir compaixão do injustiçado pode ser definido por perdão ou misericórdia do injusto?
Até que ponto o favorecimento pessoal e a indefinição torna uma pessoa superficial e morna?
Salomão era conhecido por sua sabedoria, pedida à Deus em detrimento de toda riqueza e poder, porque na verdade Salomão, por seu pedido já se mostrou sábio. Afinal não há sabedoria maior do que ser justo.
E o que é justiça quando ela não se estabelece?
Eu não faço questão de estar em paz com o mundo, até porque, estou nele, mas dele não faço parte. Só quero estar em paz com a minha consciência e com Deus. Disso não há como abrir mão!
E como posso dizer que sinto a dor do meu irmão se não me envolvo emocional mente e de forma prática em sua luta? se silêncio?
Se partirmos do princípio que o silêncio também é uma forma de expressão...
Como é possível não tomar partido na injustiça?
Como não reconhecer a violência injusta sofrida por Cristo e não desejar que seus algozes recebessem a devida punição?
infelizmente eu ainda não cheguei a este nível de sublimidade e acho que não chegarei nunca!
Se Deus permite que sejamos repreendidos para que tenhamos nosso caráter moldado, como não aceitar, permitir e desejar que quem é injusto seja disciplinado?
E há quem diga ser um amigo compreensível e fiel, que convive com seus valores e princípios morais, que ninguém é capaz de enganá-lo.
As pessoas não querem se envolver, tomar partido, não querem pagar o preço da definição, do justo, do correto.Na maioria das vezes porque a conveniência o acolhe. Temem por não viver bem com todos ainda que seja na superficialidade. E a isso dão o nome de "viver em paz".
Pedro negou a Cristo com quem ele se relacionou, no sentido real da palavra, para se proteger de homens, quando na realidade deveria se proteger de si próprio, já que proteção era tudo que ele tinha, mas não conseguia perceber. 
Pensando em Pedro não há porque haver espanto em ser dito, "imparcial", "maduro", "equilibrado", "misericordioso" e de "viver em paz", mas não há  também como esquecer, que se estará sendo morno!
"Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca"  (Ap.3.16)
Que Deus, O Justo Juiz , em sua verdadeira misericórdia nos ensine o significado de ser misericordioso, se é que isso seja algo possível.


"O MUNDO É INJUSTO! 
NÃO POR CAUSA DAQUELES QUE COMETEM INJUSTIÇA,
MAS SIM POR CAUSA DAQUELES QUE SE CALAM DIANTE DELA!"


M.M.




DEPENDÊNCIA

Existe uma certa dificuldade em escrever sobre "dependência" por ser um tema que visto por certos aspectos, não parece muito motivador, principalmente no momento em que o individualismo impera. Mas é justamente o aspecto oposto que eu tento descrever.
O prisma que mostra o quanto a dependência nos torna fortes.
Creio que esta é a maior luta que enfrenta o povo de Deus.
Vejamos, depender significa antes de tudo acreditar.
E é claro que a dependência a que me refiro é a de Deus!
Dependência tem como sinônimo, subordinação e sujeição.
Na verdade os estudiosos falharam por não incluir, fé. Ou talvez a falha esteja no fato deles não conhecerem a Deus.
Imagine Moisés diante do Mar Vermelho, com todo aquele povo esperando dele uma atitude, uma solução, depender sem antes acreditar? Garanto, não ia acontecer! 
O povo de Israel poderia até não crer, mas era com Moisés que Deus tinha um relacionamento e dependia da fé dele, para que o Senhor agisse. 
Para ficar na dependência do acontecimento, ele primeiro acreditou que Deus faria . E fez!
Difícil, não é?
Mas não são todas as pessoas que são escolhidas para depender de Deus. Os critérios eu desconheço. Mas sei que à quem Deus designa esta missão, desenvolve, a partir da sujeição e da confiança, um grande amadurecimento Espiritual e quanto mais as circunstâncias dizem não, mais a certeza do agir de Deus, diz sim!
Pessoas que vivem na dependência de Deus alimentam sua fé na própria dependência e na concretização dos fatos que o faz um dependente.
Consegue entender? Parece um jogo de palavras. 
Mas garanto, é bem mais fácil viver.
Isso é só relacionamento com Deus.
E é quando vemos as negras nuvens, que também contemplamos as chuvas de bençãos do Senhor. 
E também é, quando vemos o Mar, na sua imensidão como um problema sem limites, que encontramos no nosso impossível, as possibilidades de Deus.
Que Deus em sua infinita misericórdia aumente o nosso nível de dependência para que venhamos a ter, a nossa fé digna de um relacionamento Divinal.


"... aprendi a viver contente em toda e qualquer situação."    (Fp 4.11)"