terça-feira, 14 de maio de 2013

"DIAS MAUS" Reeditado


Não importa se os dias são maus, Deus é bom!
Bom tem sido Deus para mim, bom tem sido Deus para a humanidade...
Os dias são maus!

Má tem sido a conduta do ser humano que em sua medíocre, dita grande, vasta, profunda sapiência, racionaliza um Deus que não pode ser explicado somente vivido.
Os dias são maus!

Mau tem sido o ser humano que não se importa com os meios para chegar ao fim!

Má é a mente humana que esquece o coração para não mostrar compaixão!
Os dias são maus!

Mesmo que eu não entenda o que se passa ao meu redor, ainda que as circunstâncias não estejam a meu favor, ainda que eu não veja cumpridas as promessas a mim feitas, ainda que a tempestade tente inundar meu coração e mente, ainda que os meus olhos não vejam o que eu gostaria de ver. Eu creio em ti Senhor! Creio na tua Justiça!

Creio que apesar dos dias maus, apesar do trigo e o joio estarem lado a lado, um dia, dia da grande colheita não haverá mais comprometimento na separação. O revolver da terra marcará não a destruição ou o dano dos limpos, mas a revelação do sujo!

Creio no Seu amor por mim, creio no Seu amor pela humanidade, creio que nem tudo que acontece no mundo reflete  Sua vontade.... quase na totalidade.

Mas, os dias são maus!
E ainda que sejam maus, não é o bastante para ter limitado o meu direito de crer!

MM
Ago/2010
Maio/2013