domingo, 3 de janeiro de 2016


ELE NASCEU!

 

Escritos do médico Lucas em seu Evangelho, no capítulo 2: “E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo: (V.13)

“Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem Ele quer bem”. (V.14)

Jesus nasceu!

Um grande “Exercito” Celestial, anunciava A Paz. Uma Paz com Deus. A Paz que Cristo traria. E trouxe! E trás!

Mas, quem a quer?

Onde estão os homens a quem Deus quis bem? E quer bem,  a ponto de sacrificar seu Menino!

Ele nasceu com designo de morte para salvar pecadores. Quanto amor!

Nos dias de hoje a comemoração tem base em “sei lá o quê” por “que motivo quer que seja” menos Amor!

Menos Jesus!

Ano novo, novas promessas, novas metas. Todas superficiais! Todas voltadas a si próprio. Banais!

Nada inclui as verdades de Deus!

Cristo chorou por três vezes em seu ministério. Certamente, se voltasse hoje, voltaria chorando copiosamente. Claro que, humanamente falando.

As cotas humanas das concessões de Deus estão esgotadas, o perdão banalizado, o dito amor, canalizado por egos doentios

70 x 7 ainda falta um!

Ledo engano, o pecado afasta o homem de Deus! “- Vá e não peques mais”.

Cegos guiando cegos!

Cochos se equilibrando em mentiras!

Falsas promessas! Profetas enganadores! E a luta da terça parte em se manter na retidão, no compromisso da Verdade!

Senhor, livra-nos de todo mal!

Graça e Paz

MM

Jan/2016