quinta-feira, 13 de junho de 2013

"True"


Algumas situações na nossa vida, as vezes, não ficam bem esclarecidas para as pessoas com quem convivemos, situações que nos deixam expostas e que gera um ponto de interrogação na mente de quem nos cerca... Isso tem muito pouca importância quando temos a consciência da verdade e principalmente quando sabemos que de Deus também é este conhecimento.

Há um tempo atrás seria de total importância, para mim, levantar a bandeira da verdade, e trazer a tona todas as provas até que ela aparecesse e reinasse absoluta e toda mentira acompanhada de seu autor ocupasse seu lugar. Muito mais um instinto de preservação do que de delação...

Hoje, "Eu tranco a porta..." não me importa! Nem as pessoas, nem a verdade... "A porta está trancada..." Eu já sepultei todos os flagelos da história!

Saber silenciar no momento certo... saber transformar em uma linda alegoria uma triste história... delegar Ao Único a quem cumpri fazer prevalecer a verdade... É o mesmo que reverenciar a quem se obedece e por mais distante que ela pareça estar... tão mais próxima e certa por sua obediência se fará! Ainda assim, não importa!

Talvez eu nunca venha a saber o porque de ter sido escolhida para vivenciar a calunia mas quando fechei a porta para a mentira eu também o fiz para a verdade... E me importa muito pouco o que possa ser a "verdade" de um caluniador...

Só há uma coisa que verdadeiramente me importa... é hoje não mais me importar!
 
A paz que eu alcancei tem origem em uma promessa de Deus, que está em Lucas 12.2 "Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido."


MM
Junho/2013

( Menção a música de Ana Carolina "Trancado")