sábado, 13 de junho de 2015

"Contrários"


CONTRa - RIOS

“ ... porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. ”
Mt. 5. 45

Deixando de lado a filosofia de Heráclito sobre contrários sigo com meu texto, que trata as avessas, as avessas realidades!

Cá estou eu subindo a escada da vida, quando lá embaixo eu comecei. E a cada degrau um pouco de mim deixei! E de Ti o melhor conquistei e a cada dia do Seu favor alcançarei!  Porque tu és Santo!

Cá estou eu descendo os degraus para que possa alcançar um patamar mais alto.    E diferente do que se pensa, quando estou em cima bem mais distante estou de ti!  Porque tu és Santo!

Lá estou eu sentindo o alivio que traz o frio, a chuva, quando antes, o sol quente deixou o solo escaldante! Porque tu és Santo!

Lá estou eu percebendo o quanto o sol e o chuva são vitais, quando, em um leito vejo pessoas privadas deles.  Porque tu és Santo!

Cá estou eu seguindo meu caminho, quando antes era necessário parar! E quando estive parada, foi quando mais caminhei!  Porque tu és Santo!!

Cá estou eu falando, quando antes o Senhor me exigiu o silencio! Mas, falo pela sua misericórdia, pela brasa de fogo que toca os meus lábios. Ide....  Porque tu és Santo!

Lá estou eu percebendo a falta, por antes ter convivido. Porque tu és Santo!

Cá estou eu tendo revelado o oculto, quando antes ele me ocultava. Porque tu és Santo!

Lá estou eu ansiando o entendimento em uma busca inesgotável para alcançar a tua Glória, quando a simplicidade te traduz, sem força, sem poder, mas pelo Teu Espirito.  Porque tu es Santo!

Cá estou eu entendo que o perdão é reconhecer a perda pela sua Soberana vontade! Porque tu es Santo!

Cá estou eu consciente de que entre Criador e criatura tudo se explica! Porque tu es Santo!

Cá estou eu certa de que quando sou fraca então é que sou forte! Porque tu es Santo!

Cá estou eu consciente que o trinfo, o êxito, a plenitude, vem amparado na lembrança das cadeias, das dores, das lagrimas.  Porque tu es Eternamente Santo! Santo! Santo!

E sua Santidade imutável me faz ver que os que se julgam certos, certamente não conhecem a sua Santidade!

MM

06/2015

“Que Ele cresça! Que eu diminua! Que Ele apareça, que eu me constranja com a Sua Glória de todo coração, infinita humildade, servo de todos os irmãos...”