terça-feira, 14 de setembro de 2010

CARCERE

Algumas segundas-feiras parecem ter o peso maior do que qualquer outro dia da semana... um dia onde a noite poderia ser bem longa e a madrugada bem extensa, onde o amanhecer
retardasse por um  dia e assim não houvesse segunda-feira.
Mas porque tanto peso em uma palavra? O que a difere da terça? O que a difere do sábado ou de qualquer outro dia da semana?
Será que segunda-feira traduz inicio ou melhor recomeço? Não sei!
Mas ainda que assim fosse , inicio e recomeço são palavras que nos remetem a uma nova chance, a fazer de novo, a fazer melhor, a refazer, a reiniciar.
Mas nossas mentes parecem encarceradas por medos, por sentenças, por maldições, e o inicio, o recomeço ganha a tradução e o peso de viver de novo os mesmos problemas. 
Se pararmos para pensar vamos ver que segunda-feira é só um dia. Um dia como qualquer outro. Um dia onde, ainda que não acreditemos, nossas esperanças são renovadas e as nossas expectativas  não mudam sua nomenclatura nem a torna mais leve ou mais cruel. Cruéis somos nós que atribuímos a um nome uma condenação, uma sentença. Cruéis somos nós mesmos que não conseguimos ver que sentenciamos nossas vidas encarcerando nosso direito de ser feliz, pelo  simples fato de não entendermos que nossa liberdade já foi estabelecida por CRISTO JESUS na Cruz e não está em uma segunda-feira.
Até porque  a semana começa no domingo!
QUE DEUS ABENÇOE SEUS DIAS!